Em greve, agentes de endemias vão analisar proposta da Prefeitura de Milagres nesta segunda - Som da Terra FM - sdt

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Em greve, agentes de endemias vão analisar proposta da Prefeitura de Milagres nesta segunda

Os servidores da saúde vão se reunir na próxima segunda-feira (19) com o Ministério Público para analisar a proposta (Foto: OKariri)


A greve dos Agentes de Endemias do município de Milagres vai completar um mês  no próximo domingo (25). O atraso salarial, a não liberação do incentivo financeiro repassado no início do ano pelo Governo Federal, no valor de R$ 5.779,80, e a falta de EPIs (equipamentos de proteção individual) são os motivos que levaram os servidores a decretar estado de greve.
 
O Portal Okariri apurou, que a categoria estava com dois meses de salários atrasados, julho e agosto. No entanto, um dos pagamentos (julho) foi efetuado pela Prefeitura de Milagres, um dia antes de acontecer uma audiência pública com a justiça e os agentes.
 
No dia 5 de setembro, representantes da Administração Municipal solicitou ao Ministério Público um prazo de cinco dias para apresentar uma proposta. No dia 12 de setembro, a Gestão propôs o pagamento dos salários dos agentes até o décimo dia útil de cada mês, a partir do mês de novembro de 2016. Além disso, Compra e entrega dos EPIs (equipamentos de proteção individual) no prazo de 120 (cento e vinte) dias.
 
Sobre a proposta, os agentes de endemias reclamam do prazo para quitar os salários atrasados. Segundo eles, “nós estamos com um mês atrasado e não dá para esperar até novembro”. Outro ponto criticado foi o fato da Prefeitura não ter mencionado na proposta o pagamento do incentivo repassado no início do ano pelo Governo Federal. 
 
Os servidores da saúde vão se reunir na próxima segunda-feira (19) com o Ministério Público para analisar a proposta. Mas a categoria tende a não aceitar.

FESTMILAGRES
O atraso salarial dos agentes de endemias de Milagres quase motivou a suspensão do FestMilagres, por conta de uma Ação Civil Pública (ACP), com pedido de liminar, contra a Prefeitura local, impetrada pela Promotoria de Justiça. Em seu pedido, o promotor Saul Cardoso alertou que “o salário tem caráter alimentar e é inadmissível qualquer tipo de atraso em seu pagamento, muito menos privilegiar um evento festivo, em detrimento aos salários dos servidores”.
A Prefeitura, no entanto, quitou no dia 29 de julho os dois meses em atraso (maio e junho) e ainda diminuiu em 20,87% o orçamento inicial da festa. Com isso, a Justiça negou a liminar e a festa ocorreu normalmente.
Atualmente, cerca de 17 agentes de endemias trabalham em Milagres no combate a Dengue, Zica Virus e febre chikungunya
Com informações do Okariri

Nenhum comentário:

Post Top Ad