Abrigo clandestino para mulheres e idosos é fechado após ação da Polícia no Crato - Som da Terra FM - sdt

Breaking

Post Top Ad

Post Top Ad

Responsive Ads Here

segunda-feira, 27 de março de 2017

Abrigo clandestino para mulheres e idosos é fechado após ação da Polícia no Crato

(Foto: SSPDS)


Uma operação denominada “Cova dos Leões”, desencadeada pela Polícia Civil do Estado do Ceará, por meio da Delegacia de Defesa da Mulher de Crato, na Área Integrada de Segurança 11 (AIS 11), resultou nas prisões de três pessoas por maus tratos a idosos e deficientes mentais, nesta sexta-feira (24). Os suspeitos, entre eles um pastor evangélico, eram proprietários de um abrigo que funcionava de forma precária e clandestina, na zona rural da cidade.Participaram também da ação equipes das Delegacias Municipais de Farias Brito e Várzea Alegre, do Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e de órgãos municipais e estaduais.
 
Por meio de um mandado de busca e apreensão, expedido em decorrência de um trabalho de investigação, que teve início após uma denúncia anônima, os policiais seguiram até a localidade de Baixio Verde, para verificar a informação de maus tratos ocorridos no local. No imóvel, que funcionava em situações insalubres, a Polícia encontrou 13 idosas e deficientes mentais, de faixa etária entre 30 e 70 anos. Uma delas foi encaminhada para uma unidade de saúde da região, onde permaneceu internada com vários problemas de saúde. Uma segunda vítima também foi atendida pelo Samu, ficando constatadas várias escoriações nas costas, e mordidas, provocadas por animais, em seus pés. 

Foi preso o pastor evangélico e proprietário do local, identificado por Daniel Gonçalves de Alencar (44); sua esposa, Valéria Maria de Oliveira Brito (46); e a única pessoa responsável pelos cuidados aos idosos, identificada por Maria Liliane da Silva (19). De acordo com a delegada Wannini Galiza, da DDM de Crato, os suspeitos estavam em posse de cartões de créditos pertencentes às mulheres e eram responsáveis por sacar os valores dos benefícios das vítimas. 

Os suspeitos foram conduzidos para a sede da especializada, onde foram autuados em flagrante por crime contra o idoso, maus tratos e cárcere privado. Já as mulheres foram encaminhadas para a casa de familiares e também para abrigos na cidade de Juazeiro do Norte. 
 

Fonte: SSPDS

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Responsive Ads Here