EXCLUSIVO: Ex-prefeito Hellosman nega desejo de retornar ao MDB: />
Noticias de Ultima Hora Som da Terra

Em Missão Velha, prefeito Diego Feitosa desiste da reeleição e lança Dr. Washington

Foto reprodução

O prefeito de Missão Velha, Diego Feitosa (MDB), não será candidato à reeleição. A informação, que pegou de surpresa os eleitores da cidade, foi decidida em reunião na sexta-feira (06) entre os integrantes do grupo político a qual Diego faz parte. O grupo é liderado pelo ex-prefeito Washington Fechine (PSB), que assumiu a pré-candidatura a prefeito.

A decisão tomada de comum acordo entre vereadores da base, Diego e Washington, foi mediada pelo deputado estadual Guilherme Landim (PDT) e o ex-senador Eunício Oliveira (MDB). A definição teve o aval de Eunício, em reunião na quinta-feira (05), em Brasília. O próprio prefeito Diego teria sugerido o retorno de Dr. Washington à disputa.

A possibilidade já havia sido ventilada por Diego em junho de 2019, durante o processo de investigação aberto pela Câmara contra seu governo. Diego disse que não tinha apego ao poder é que, caso, algum outro nome estivesse melhor que o seu para a eleição abriria mão da reeleição. Pesquisas internas estariam apontando o nome de Washington como favorito ao pleito deste ano.

Diego foi investigado por pedaladas orçamentárias que teriam gerado supostos atos de improbidade administrativa. O prefeito acusou o seu vice-prefeito, Luiz Rosemberg Dantas, o Dr. Lorim (sem partido), de articular contra ele na Câmara.
Pré-candidato assumido desde de 2017 e atual líder da oposição, Dr. Lorim reagiu à notícia da desistência de Diego. Logo após o anúncio, o opositor se manifestou em nota veiculada nas redes sociais. Na nota, ele ataca Washington acusando de não fazer parte da administração, mas de participar ativamente da gestão.
Para Dr. Lorim, a medida é uma maneira de se manter no poder, já que, segundo ele, o prefeito Diego enfrenta muito desgaste. “O anúncio da decisão se deu como tudo no atual governo. Sem escutar ninguém, sem debater com a população, sem justificar o motivo da decisão e, sobretudo, sem admitir que se trata claramente de uma jogada para manter o poder…” diz a nota.

Para a base de apoio ao prefeito Diego, que concordou com a troca de nomes, Dr. Lorim sentiu e acusou o golpe. O vereador Macedinho, ex-chefe de gabinete na gesto de Washington, disse que o grupo está unido e quem quer que vá para disputa terá apoio de todos. Em caso de impedimento do ex-prefeito, o nome de Diego voltará para disputa.

Washington responde a ação do Ministério Público do Estado, com decisão favorável de primeira instância, por improbidade administrativa. O juiz Matheus Pereira Júnior, condenou Washington a devolver R$ 100 mil aos cofres públicos, por danos ao erário depois de aumentar irregularmente os salários de três servidores, durante sua gestão (2009-2012).

Na ação, o promotor Nivaldo Magalhães pede a suspensão dos direitos políticos por oito anos e a proibido de contratar com o poder público ou de receber benefícios ou inventivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente. Washington recorreu da sentença e espera decisão.


Informações do Jornalista Madson Vagner

Postar um comentário

0 Comentários