EXCLUSIVO: Ex-prefeito Hellosman nega desejo de retornar ao MDB: />
Noticias de Ultima Hora Som da Terra

Ceará lança força-tarefa para combater o Aedes aegypti

Governo do Estado lança Plano Estadual de Enfrentamento ao Aedes aegypti (Foto: Natinho Rodrigues/Diário do Nordeste)

O governador Camilo Santana anunciou a formação do Comitê de Gestor Estadual de Políticas Públicas de Enfrentamento a dengue, chikunguya e zika. A novidade foi divulgada durante o lançamento do Plano Estadual de Enfrentamento ao Aedes aegypti, que prevê ainda uma brigada para dizimar o mosquito.  

O grupo intersetorial vai ainda auxiliar a pesquisa relacionada às ações de vigilância, prevenção, atenção à saúde e controle dessas doenças.  O Plano prevê a brigada nos prédios públicos estaduais e ação ostensiva  casa a casa. 

O Comitê terá as atribuições de coordenar e elaborar diagnósticos para subsidiar as ações dos órgãos envolvidos com atuação nas áreas atingidas pela doenças, articular a execução das ações de acordo com as diretrizes nacional e estadual, considerando o perfil epidemiológico, promover o intercâmbio e a integração de informações  produzidas pelos integrantes do Comitê.

As brigadas serão instituídas e têm por finalidade combater focos do mosquito nos prédios de utilização dos órgãos do Governo do Estado do Ceará e vinculados. As brigadas serão compostas por quantas pessoas sejam necessárias, terão por tarefa, a cada sete dias, promover a inspeção e eliminação de possíveis focos e criadouros do Aedes. Os grupos vão atuar como multiplicadores de práticas de educação em saúde para os que utilizam o predio. 

Ações Casa a Casa

Quatro mil agentes de endemias e 18 mil agentes de saúde vão intensificar as ações de visita casa a casa para o combate  ao mosquito. 

O Exército Brasileiro irá instalar telas de proteção nas caixa d´água.

Serão usadas três toneladas de larvicida na eliminação ao Aedes aegypti . Já foram distribuídos  aos 184 municípios 1 KG do larvicida trata 500 mil litros de água. 

Ação estadual: 250 pulverizadores portáteis para asperção de inseticidas, 33 carros fumacê, 1.366 litros de inseticidas, 25 mil litros de óleo de soja (solvente), capacidade para pulverizar 17 mil quarteirões. a manutenção do estoque de óleo de soja é feita pelo Governo do Estado e inseticida é fornecido pelo Ministério da Saúde. 

Qualificação das Ações de Controle Vetorial: capacitação de laboratoristas e capacitação de 437 operadores  de máquinas costais  dos 184 municípios.

Força-tarefa

O comitê terá a participação de, pelo menos, 16 órgãos da esfera estadual, municipal e federal: Gabinete do Governador, Casa Civil, Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação, Secretaria  da Infraestrutura, Secretaria de Turismo, Secretaria das Cidades, S ecretaria do Meio Ambiente, Secretaria da Cultura, Secretaria do Planejamento e gestão, Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social , Defesa Civil , Ministério da Defesa - Exercito Brasileiro, Secretaria de Recursos Hidricos, Secretaria do Desenvolvimento Agrário, Secretaria de Ciência, Tecnologia  e Educação Superior e Conselho das Secretaruias  Municvipais  de Saúde do  Ceará (Consems-CE) 

O Governo do Estado tem reunido gestores, coordenadores e técnicos para nivelar informações, por determinação do governador Camilo Santana, que provocou um encontro dos governadores com a presidente Dilma, no início de dezembro, após pedir apoio ao Governo Federal no combate ao inseto.

Como combater

O mosquito que transmite a dengue, febre, chikungunya e zica, vive principalmente no ambiente domiciliar. Os focos são encontrados dentro de casa, nos jardins e quintais. A única maneira de evitar essas doenças é não deixar o mosquito nascer. Por isso é necessário acabar com os criadouros, lugares de nascimento e desenvolvimento do mosquito.

Pelo menos uma vez por semana deve ser feita a faxina para eliminar copos descartáveis, tampas de refrigerantes, e em especial as caixas d´águas e depois vedar. Não deixar acumulada em pneus, calhas e vasos; adicionar cloro à agua da piscina; deixar garrafas cobertas ou de cabeça para baixo são algumas medidas que podem fazer toda a diferença.

Fonte: Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários