Governo apresenta projeto de reorganização da Polícia Militar - Som da Terra FM - sdt

Breaking

Post Top Ad

Post Top Ad

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Governo apresenta projeto de reorganização da Polícia Militar

Foto : Reprodução


Mudanças da estrutura da Polícia Militar do Ceará foram anunciadas ontem pelo governador Camilo Santana (PT) e o secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa. Projeto de lei propõe uma nova organização da PM, com realocação das tropas especializadas.

“Queremos aumentar o Batalhão de Choque e o Cotar (Comando Tático Rural) para atender a todo o interior do Estado. Queremos que o Batalhão de Divisas vire uma companhia dentro do BPChoque e receba a doutrina e a gratificação dele”, detalhou André Costa.

O anúncio ocorreu ontem durante a apresentação dos 210 policiais da Força Tática da PM que passaram por um curso para trabalhar em busca da diminuição de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs) e Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVPs).

André Costa divulgou a implantação do Raio em Caucaia e Maracanaú (na Região Metropolitana de Fortaleza). Entre os investimentos em formação, estão, além do curso da Força Tática, o Curso de Operações Especiais (Coesp) — que começou e formará os chamados caveiras.

A mudança na estrutura da PM prevê três Batalhões de Choque, mas o secretário não detalhou o novo desenho dos grupamentos. As cinco atuais companhias — Comando de Distúrbios Civis (CDC), Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), Comando Tático Motorizado (Cotam), Comando Tático Rural (Cotar) e Comando de Policiamento com Cães (CPCães) — continuarão integradas ao Batalhão de Choque. E, pela proposta, o Batalhão de Divisas deve se unir ao Cotar e o Batalhão de Eventos ao CDC.

Treinamento



Boa parte do treinamento dos PMs se baseia na estrutura da Segurança Pública de São Paulo. O que, no Ceará, é o Batalhão de Choque, em SP funciona com a Rota, o Batalhão de Eventos, o Choque em si, o Gate e o Comando de Operações Especiais (COE).



O atual treinamento da Força Tática já tem instrutores que passaram por São Paulo. E a Perícia Forense cearense foi conhecer o trabalho da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa de SP.

Segundo Camilo Santana, é necessário buscar o que há de melhor para o Ceará. “Se tem experiências boas em SP e tem experiências em qualquer canto do Brasil, nós vamos buscar para qualificar os profissionais”, disse.

Força Tática

Segundo o comandante-adjunto da Polícia Militar, coronel Adriano Soares, o objetivo da formação é trabalhar, primeiramente, na redução dos CVLIs, com a Força Tática passando a ser de reação, e, depois, para a redução dos CVPs. “A grande finalidade é combater o crime organizado ou até o crime desorganizado, mas trabalhamos com a estatística da Segurança Pública, que são as manchas criminais”, ressaltou.

O coronel ainda disse que o Ronda do Quarteirão teve seu ápice, mas passou a ser uma filosofia e, com o avanço do crime, os cidadãos precisam de uma Polícia preparada para situações de combate. “Hoje, o que queremos é uma Polícia combativa e que faça o marginal entender que, no enfrentamento, ele pode ser abatido”, indicou. (colaborou Igor Cavalcante)



Saiba mais

O governador anunciou ontem a implantação do Raio em Caucaia e em Maracanaú. Em Fortaleza, as equipes serão dobradas.


A primeira metade dos PMs que reforçarão a equipe da Capital, começam a atuar em outubro.


Sobre o concurso da PM, Camilo Santana frisou que uma das turmas já terminou o curso e a formação deve ocorrer no fim do mês. A segunda turma está com curso em andamento. A convocação da terceira turma foi anunciada.


A Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) será implantada em Quixadá e novas Unidades Integradas de Segurança (Unisegs) serão instaladas, começando pelo Bom Jardim.

JÉSSIKA SISNANDO/ O POVO 



Nenhum comentário:

Post Top Ad