Instituto Semente incentiva Plantio de Frutíferas Orgânicas em Milagres, Barro e Mauriti - Som da Terra FM - sdt

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Instituto Semente incentiva Plantio de Frutíferas Orgânicas em Milagres, Barro e Mauriti

Instituto Semente incentiva Plantio de Frutíferas Orgânicas em Milagres, Barro e Mauriti (Foto : Divulgação)


Os municípios de Milagres, Barro e Mauriti vão receber uma série de reuniões com objetivo de articular e viabilizar o Projeto de Incentivo ao Plantio de Frutíferas Orgânicas. A iniciativa é do Instituto Semente de Promoção da Cidadania e Inclusão Social. O primeiro encontro aconteceu nesta quarta-feira (19), no Auditório da EMATERCE, em Milagres, e contou com a presença de 50 potenciais produtores.

Cícero Figueiredo, Coordenador do Projeto São José no Cariri, José Maria, gerente local da EMATERCE, Wilian da Silva Rocha, Gerente Geral do Banco do Nordeste (Agência Brejo Santo), Evanildo Simão, Coordenador Regional do Instituto Agropolos, e representantes das Secretarias Municipais de Desenvolvimento Agrário de Milagres e Mauriti, também prestigiaram o encontro.

A abertura dos trabalhos ficou a cargo do Presidente do Instituto Semente, Rivalci Xavier, que traçou breve histórico da ideia proposta. Em seguida, Rafael Campos realizou a apresentação Técnica do Projeto que visa incentivar a produção orgânica com ênfase no cultivo de melancia.

Falou também o coordenador do Projeto São José, Cícero Figueiredo, outro idealizador do projeto, o qual se dispôs a buscar apoio junto ao Governo do Estado do Ceará para custear a Assistência Técnica necessária.

Já Evanildo Simão destacou a importância para preservação do meio ambiente do cultivo de orgânicos e garantiu a parceria do Instituto Agropolos.



O gerente do Banco do Nordeste em Brejo Santo, Willian Rocha, relatou experiências naquela modalidade de cultivo, bem como apresentou propostas e linhas de créditos do banco para financiamento da atividade.


Rafael Campos concluiu afirmando ser aquele apenas o primeiro de uma série de encontros que visam a formação de um grupo que pretende inicialmente trabalhar com pelo menos 20 hectares de fruticultura orgânica a qual já teria garantida venda da produção para exportação.

Nenhum comentário:

Post Top Ad