Presos acusado de matar policial no Pernambuco e um PM de Campos Sales que assassinou “Delegado” em Crato - Som da Terra FM - sdt

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Presos acusado de matar policial no Pernambuco e um PM de Campos Sales que assassinou “Delegado” em Crato

Ewerton é acusado de matar um policial civil em frente à Delegacia de Floresta (PE) (Foto: Reprodução)

Um policial militar de Campos Sales, um jovem acusado de assassinar um policial civil do Pernambuco, outro acusado de crime de saidinha bancária em Crato e o ex-diretor do Demutran de Juazeiro do Norte foram presos por volta das 13h30min desta teça-feira. O quarteto se encontrava em um veículo Pólo de cor prata e placas PFR-0169, inscrição de Serra Telhada (PE), nas imediações do Posto Cristo Rei no centro do Crato. Com eles, dois revolveres calibre 38 carregados e com munição sobressalente, três carregadores vazios, sendo dois de pistola .40 e outro 380 além de dois Rádios HTs na frequência da polícia.

Na Delegacia de Crato foram identificados como sendo o Soldado Wellington Freire de Souza Junior, de 30, da Companhia de Campos Sales; o pernambucano Ewerton Pablo de Souza, de 21, José Roberto Silva de Brito, de 30, e José Leonardo de Figueiredo Silva, de 34 anos, que é agente de trânsito e foi diretor do Demutran de Juazeiro, o qual não responde processos e terminou liberado. O Soldado Júnior foi levado para a sede do 2º BPM e deve ser conduzido ao Presídio Militar em Fortaleza.
Todo o procedimento foi feito pelo Delegado de Polícia Civil de Crato, Diogo Galindo, que recolheu os aparelhos celulares em poder dos três primeiros para serem periciados. A intenção é descobrir o que pretendiam fazer, bem como onde estão as pistolas .40 e 380 já que apenas os carregadores foram encontrados. Ewerton estava com documentos falsos e, segundo a polícia, é suspeito de envolvimento em cerca de 30 homicídios entre os estados do Pernambuco e Ceará.

Dentre estes, dois agentes penitenciários pernambucanos e mais o policial civil Arnaldo Leite Marques de Sá Jr, que foi morto em frente à Delegacia de Floresta (PE) em julho de 2014. Ele tem contra si um Mandado de Prisão Preventiva expedido pela Vara Única da Comarca daquele município. Zé Roberto é condenado por um crime de saidinha bancária que teve como vítima uma enfermeira no ano de 2007 em Crato. Após o seqüestro relâmpago ela foi encontrada nas imediações do Fórum.

Já o soldado conhecido como “Júnior Quebra Osso” é acusado de um homicídio em Crato e responde processos perante à 2ª Vara Criminal da Comarca daquele município por crimes de lesão corporal, resistência e desacato em fevereiro de 2010 juntamente com Antonio Ivan Oliveira. No último dia 29 de agosto o Soldado Júnior teria matado o jovem Antônio Jorge da Silva, de 22 anos, apelidado por “Delegado”. O crime aconteceu na casa da vítima na Rua Fortaleza (Bairro Pantanal) em Crato.

Naquele dia, houve uma troca de tiros quando Willams Barbosa da Silva, de 31 anos, que acompanhava o policial em uma moto, tombou morto. O Soldado Júnior saiu baleado no peito e foi socorrido ao Hospital São Francisco, onde ficou sob escolta policial sendo preso posteriormente. Willams residia na Rua Professora Valquíria Lima (Triângulo) em Juazeiro. Na época, a defesa do Soldado Júnior disse que o policial iria verificar a pistola .40 a qual, supostamente, seria a que foi roubada do Soldado Soares morto em frente a um mercantil em Barbalha.
Com informações do Site Miséria

Nenhum comentário:

Post Top Ad