Random Posts

Vereador Ubelardo critica PSD e diz que “Milagres não aguentaria pagar a conta do acordo que foi feito”





O jogo político em Milagres com a proximidade das datas estabelecidas para a realização das convenções - que vão sacramentar os nomes dos candidatos a prefeito e vice-prefeito na eleição de novembro próximo -, tende a ganhar forma a partir da participação efetiva dos atores políticos.

Na Câmara Municipal, por exemplo, o debate eleitoral promete ser acirrado, considerando o que afirmou o vereador Ubelardo Moura (PDT), na sessão do dia 13 de agosto último. Na oportunidade, o parlamentar criticou o Partido Social Democrático (PSD), afirmando que houve um acordo, “o qual Milagres não aguentaria pagar”, na composição da chapa que deve ser sacramentada como candidatos a prefeito e vice-prefeito da legenda, na convenção do dia 5 de setembro.

“A gente precisa desvencilhar isso. Tirar a venda de algumas pessoas que se iludem, justamente para não darmos um passo em falso. Milagres não aguentaria pagar a conta do tamanho do acordo que foi feito”, iniciou Ubelardo.

Em seguida ele foi mais direto na crítica citando a sigla partidária. “O acordo que foi feito dentro do PSD, pra essa candidatura, Milagres não aguentaria pagar essa conta. Nós temos a responsabilidade de não deixar a usurpação tomar conta de Milagres a partir do ano que vem”, finalizou.


Em Milagres, o PSD tem como presidente o ex-prefeito Hellosman Sampaio e como pré-candidatos a prefeito e vice-prefeito, respectivamente, o médico Abrão Sampaio e o advogado Clistenes Filgueira.

Com informações do M7-Notícias 


Postar um comentário

0 Comentários