Escola da zona rural de Brejo Santo entre as seis escolas públicas de excelência do Brasil - Som da Terra FM - sdt

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Escola da zona rural de Brejo Santo entre as seis escolas públicas de excelência do Brasil

Escola municipal Maria Leite de Araújo, em Brejo Santo (CE) (Foto: Pesquisa Excelência com Equidade)
Seis escolas públicas brasileiras destoam dos números ruins do cenário nacional e se destacam por suas boas práticas de ensino entre os anos finais do ensino fundamental. Formação contínua de professores, avaliações frequentes e proximidade com a comunidade estão entre os segredos para o sucesso do ensino nessas unidades.

As escolas foram detectadas em uma pesquisa feita pela Fundação Lemann, com apoio da Instituto Credit Suisse e do Itaú, cruzando dados do Censo Escolar e da Prova Brasil 2013. Foram levados em conta critérios como o índice de conhecimento considerado adequado em matemática e português, a evolução dos alunos entre o 6º e o 9º ano, entre outros indicadores.

Apesar de poucos recursos, o índice de aprendizado nestas escolas está acima da média brasileira. Entre as escolas selecionadas como cases, todas são municipais, só duas têm redes consideradas grandes, uma no Rio de Janeiro e a outra em Belo Horizonte (MG), as demais são pequenas e estão localizadas em Sobral (CE), Novo Horizonte (SP). Duas delas, além de pequenas, são da zona rural e ficam em Pedra Branca e Brejo Santo, no Ceará.

Para Ernesto Martins Faria, coordenador do estudo, diz que ao divulgar o trabalho dessas unidades o objetivo é "dar protagonismo para quem está realmente fazendo a diferença" na edição do Brasil. "A mensagem que o estudo passa é que todo o aluno importa. Não dá para cair na armadilha de olhar só para o aluno mais engajado. Não se perde nenhum aluno."

Escola de Brejo Santo

Na escola Maria Leite de Araújo, também da área rural de Brejo Santo (CE), a relação estreita com a comunidade também é uma realidade. A escola é pequena, possui 2.465 alunos do 6º ao 9º ano. Os professores moram próximos às famílias dos alunos e as mães acompanham o desenvolvimento e acompanhamento das crianças.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Post Top Ad