Random Posts

Em Juazeiro do Norte, profissionais da saúde paralisam parcialmente as atividades

  Cerca de 200 profissionais da saúde que prestam serviços no Hospital Maternidade São Lucas e na Unidade de Pronto Atendimento do bairro Limoeiro, em Juazeiro do Norte, paralisaram parcialmente as atividades. Os equipamentos de saúde estão sob a administração da Associação das Crianças Excepcionais Nova Iguaçu (ACENI). Apenas pacientes de urgência e emergência com classificação vermelha ou amarela, estão sendo atendidos.

Foto reprodução


A paralisação foi motivada pelo atraso no pagamento de salários equivalente aos meses de outubro e novembro.

A advogada Lívia Siebra, que representa o grupo de médicos afetados pelo atraso salarial, ressalta que os atendimentos de urgência e emergência acontecem para não deixar a população desassistida. “Não é greve. É uma suspensão parcial. Mas se chegou a este ponto, é porque não tem nenhuma previsão. Juazeiro passou 10 dias sem secretário e, em nenhum momento, a Prefeitura ou a Secretaria se manifestou”, conta.

Esta não é primeira vez que funcionários destas duas unidades paralisam parcialmente suas atividades. Em janeiro deste ano, por dois dias, também só foram recebidos pacientes com classificação vermelha e amarela, por conta do atraso nos meses de novembro e dezembro.

A prefeitura de Juazeiro do Norte, informou, que a secretária Delian Pinheiro, nomeada no último dia 11, está realizando um levantamento de todas as pendências da pasta para resolver o mais rápido possível.


com informações do Diário do Nordeste


Postar um comentário

0 Comentários