Jovem que ofereceu carona no WhatsApp morreu por estrangulamento - Som da Terra FM - sdt

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Jovem que ofereceu carona no WhatsApp morreu por estrangulamento

© Reprodução



A radiologista Kelly Cadamuro, de 22 anos, morreu por asfixia e estrangulamento, de acordo com declaração de óbito obtida pelo site G1 nesta sexta-feira (3). O corpo da jovem passou por autópsia do Instituto Médico Legal (IML) na quinta-feira (2).

Segundo o delegado da Polícia Civil em Frutal, Bruno Giovanini de Paula, não há sinais de violência sexual contra a jovem, apesar de seu corpo ter sido encontrado seminu em um córrego. Os investigadores colheram material para exames adicionais. Três suspeitos de participação no caso foram presos em São José do Rio Preto (SP).

“O corpo estava com sinais de violência e estrangulamento. Não há indícios de estupro ainda, mas foi colhido material para exames posteriores. O principal suspeito do crime, que tem passagens, será ouvido aqui na delegacia de Frutal ainda hoje. A partir do depoimento, seguimos com as investigações”, explicou Giovanini de Paula.


A radiologista desapareceu durante viagem entre São José do Rio Preto (SP) e Itapagipe (MG), na noite da última quarta-feira (1º). Ela ofereceu carona a desconhecidos em um grupo de WhatsApp. A princípio, ela levaria um casal, mas a mulher desistiu no momento da viagem. O homem, que não era conhecido de Kelly, manteve a viagem. Ele é um dos suspeitos presos.

POR NOTÍCIAS AO MINUTO


Nenhum comentário:

Post Top Ad