Ex-funcionário da Globo gravou vídeo de William Waack para 'expor racismo', diz site - Som da Terra FM - sdt

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Ex-funcionário da Globo gravou vídeo de William Waack para 'expor racismo', diz site

Diego Rocha Pereira (direita) e Robson Cordeiro Ramos (esquerda). Foto: Instagram e TV Globo/Reprodução


Os responsáveis pela captura e divulgação das imagens que afastaram William Waack da Rede Globo se manifestaram sobre o caso. No vídeo, filmado em 2016, o âncora da emissora se prepara para fazer uma entrevista, quando alguém na rua dispara uma buzina na rua. "É preto, coisa de preto", diz. Sua postura repercutiu negativamente entre os internautas, que acusaram o jornalista de racismo. O momento foi gravado por Diego Rocha Pereira, de 28 anos, enquanto a divulgação ficou por parte de 

Robson Cordeiro Ramos, de 29. Ambos são negros e ficaram revoltados com o comentário de Waack.

Na época, Diego trabalhava na Globo como pelo operador de VT e filmou a gravação com o seu celular. "Tudo aconteceu enquanto a produção estava colocando o microfone nele. Eu ainda voltei as imagens para ter certeza, não estava acreditando que ele teria falado aquilo. Fiquei tão revoltado que filmei com meu celular", contou Diego em entrevista à Jovem pan. Ele afirmou que chegou a perder o arquivo no carnaval, quando perdeu seu celular, mas o material foi salvo por um backup feito pelo designer gráfico Robson, responsável por divulgar o vídeo.

"Soltei o vídeo em um grupo de líderes do movimento negro. Mas não foi premeditado essa repercussão, a ideia era mostrar para os amigos que um jornalista influente como ele também poderia ser racista", explicou Ramos. A dupla ainda afirmou ter ficado indignada com o comentário de William. "Eu me revolto porque ele [Waack] trabalha com milhões de negros dentro da Globo. Ele é o âncora, ele traz a informação, mas em volta dele tem um monte de negros trabalhando Fico imaginando como ele é fora da câmera", diz Robson.

Para Diego, a apatia das pessoas presentes no momento do comentário também foi bastante negativa: "Ele não foi repreendido. Ali estava cheio de gente, tinha coordenador, diretor de imagem, o próprio entrevistado poderia ter reclamado da 'piadinha'". Na entrevista, eles ainda afirmaram que já haviam mostrado o material para a imprensa, mas não obtiveram apoio para a divulgação: "Chegamos a ouvir, 'se não é do William Bonner', não interessa", contou Ramos. Waack foi afastado da Globo por tempo indeterminado. O Jornal da Globo desta quinta-feira (9) foi comandado por Renata Lo Prete. A jornalista leu o comunicado oficial da emissora sobre o afastamento do âncora durante o telejornal.


Diario de Pernambuco


Nenhum comentário:

Post Top Ad