CE tem 4º maior índice de analfabetos acima de 15 anos, aponta Estudo da Abrinq - Som da Terra FM - sdt

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

terça-feira, 10 de outubro de 2017

CE tem 4º maior índice de analfabetos acima de 15 anos, aponta Estudo da Abrinq

Foto : Reprodução

Os números da educação ainda são desanimadores para os mais pobres que dependem do ensino público. Um estudo da Fundação AbrinqM baseado em números do PNAD 2015 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), divulgado nesta terça-feira, mostra que 16% da população do Nordeste acima de 15 anos são analfabetos. Entre os 9 estados, o Ceará aparece com o 5º maior índice de analfabetismo nessa faixa etária.
O estudo aponta que esse triste cenário pode dificultar que o país alcance as metas assumidas em 2015 nos ODSs (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) da ONU (Organização das Nações Unidas). De acordo com a pesquisa, o analfabetismo atinge 8% da população brasileira acima de 15 anos. Porém, no Nordeste o índice é em dobro, atingindo 16,2% da população da região.
O Ceará aparece em uma posição nada confortável no ranking do analfabetismo entre os 9 estados do Nordeste, ficando atrás de: Alagoas (20%), Maranhão (18,8%), Piauí (18,2%), Ceará (17,3%) e Paraíba (17,1%).
Percentual de analfabetos entre a população de 15 anos ou mais – Brasil e regiões:
  • Brasil: 8,0%
  • Nordeste: 16,2%
  • Norte: 9,1%
  • Centro-Oeste: 5,7%
  • Sudeste: 4,3%
  • Sul: 4,1%
Fonte: IBGE-Pnad
Entre os estados, as menores taxas de analfabetismo da população acima de 15 anos estão no Rio de Janeiro e Distrito Federal: 3% em ambos. Rio Grande do Sul, São Paulo e Santa Catarina vêm em seguida, cada um com 3,5%.
Dificuldades para cumprir as metas
O levantamento da Abrinq tem por intuito discutir as metas assumidas pelo Brasil nos ODS, especificamente o ODS4 (garantia de educação inclusiva e equitativa de qualidade) e o ODS8 (erradicação do trabalho infantil, entre outros pontos). Na avaliação da fundação, as discrepâncias entre os estados e regiões nos índices levantados podem dificultar o alcance dos objetivos firmados até 2030.
As metas do Brasil nos ODSs se associam também aos objetivos traçados em 2014 no PNE (Plano Nacional de Educação). Uma das metas do Plano é erradicar o analfabetismo absoluto no Brasil até 2024.
Com informações UOL

Nenhum comentário:

Post Top Ad