Apreensões de armas e drogas no Ceará batem recorde no primeiro semestre de 2017 - Som da Terra FM - sdt

Breaking

Post Top Ad

Post Top Ad

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Apreensões de armas e drogas no Ceará batem recorde no primeiro semestre de 2017



As ações desenvolvidas pelo sistema de Segurança Pública do Estado do Ceará resultaram em apreensões recordes no primeiro semestre deste ano. Os dados consolidados - de apreensão de armas e drogas -, além de prisões qualificadas, foram divulgados na manhã desta terça-feira (18), em coletiva de imprensa, pelo secretário da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa.

De janeiro a junho desse ano, as ações policiais resultaram na apreensão de 3,2 toneladas de drogas, o que representa um aumento de 117,6%, se comparado com o mesmo período de 2016, quando foi apreendida 1,5 tonelada. Junho foi o mês com a maior quantidade de drogas apreendidas neste ano com 1,7 tonelada, o que resultou em um aumento de 541% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram apreendidos 266,8 quilos.


O número de armas retiradas de circulação teve um aumento de 25,6%. Foram apreendidas 3.712 armas em 2017 contra 2.956 ano passado. Os meses de junho e maio foram os meses que registraram as maiores apreensões com 693 e 657, respectivamente, que representam um aumento de 40,9% e 36,3% em relação aos mesmos períodos de 2016.


Conforme André Costa, os últimos dois meses na série histórica do Estado foram os meses que mais se apreendeu armas. "Nós atribuímos isso a duas frentes: o trabalho mais proativo dos policiais nas ruas, que nas rondas e patrulhas estão realizando mais abordagens, e também as operações desenvolvidas pela Polícia Civil, onde são solicitados mandados de busca e apreensão e nós localizamos essas armas escondidas nas casas dos infratores", afirmou André.


Prisões qualificadas


O número de prisões qualificadas (assaltantes, traficantes, homicidas e pessoas portando armas) cresceu 8,9% nesse primeiro semestre. Este ano, 7.542 pessoas foram presas em flagrante - pelos crimes de tráfico de drogas, homicídios, roubo e porte ilegal de arma de fogo -, no Ceará, contra 6.926 presos ano passado.


Latrocínios, roubos e furtos a banco caem


Outros dados apresentados na manhã de hoje foram os números de latrocínios (roubo seguido de morte) que tiveram queda de 8,2% saindo de 49 casos registrados em 2016 contra 45 registrados este ano. Já os casos de roubos e furtos a instituições financeiras caíram 12,1%. Foram registrados 29 casos este ano, contra 33 no ano passado. O mês de junho registrou a maior queda - 77,8% - no número de ocorrências, quando foram registrados dois contra nove em 2016.


Operações especializadas


Também foram divulgados os resultados das operações especializadas realizadas pela Polícia Civil do Estado do Ceará. Somente em junho deste ano foram representados 229 mandados de busca e apreensão que foram todos deferidos pelo Poder Judiciário. Foram cumpridos ainda 247 mandados de busca e apreensão que resultaram em 69 prisões e apreensões em flagrante, além de 65 armas apreendidas.


Ainda em junho, foram representados 334 mandados de prisão, todos deferidos. Já o número de mandados cumpridos foi de 341. As operações foram realizadas em Fortaleza e nos municípios de Cascavel, Crato, Guaiúba, Horizonte, Itarema, Jaguaretama, Lavras da Mangabeira, Maracanaú, Orós, Pacajus, Pindoretana, Quixadá, Senador Pompeu, Tabuleiro do Norte e Tianguá.


Sobre as operações, o secretário reafirmou o apoio dado pela SSPDS. "É importante destacar que temos apoiado esse trabalho da Polícia Civil para que não fiquem mais mandados de busca e apreensão e prisão sem ser dado cumprimento. Claro que os mandados de prisão são cumpridos quando o alvo é encontrado. Nós vamos continuar fazendo essas operações, pois o impacto dessas ações nos municípios é muito positivo e ajuda a população a confiar na Polícia", finalizou André Costa.




Kélia Jácome,
Coordenadora de Comunicação
Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS),
Governo do Estado do Ceará,
(85) 3101.6517 e 98766.0028

Nenhum comentário:

Post Top Ad