Simpósio Internacional sobre o Padre Cícero começa hoje no Cariri - Som da Terra FM - sdt

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

segunda-feira, 20 de março de 2017

Simpósio Internacional sobre o Padre Cícero começa hoje no Cariri

(Foto : reprodução)


Começa nesta segunda-feira (20), a partir das 19h no Memorial Padre Cícero em Juazeiro do Norte, o Simpósio Internacional sobre o Padre Cícero. Numa parceria da Universidade Regional do Cariri (URCA) e a Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte, o evento traz à tona o tema “Reabilitação… E agora?”. Serão mais de 600 participantes que discutirão o assunto.

O simpósio contará com a realização de conferências, palestras, mesas redondas, além de apresentação de mais de 150 trabalhos acadêmicos inscritos, se configurando num recorde para todas as edições já realizadas, além de lançamentos de livros. A maioria das apresentações culturais acontece no largo do Socorro, com coordenação e parceria da Secretaria de Turismo e Romaria de Juazeiro do Norte, Coordenação de Cultura e SESC.

Reabilitação

O tema polêmico, como a reabilitação do Padre Cícero, foi debatido na edição anterior do Simpósio, mesmo antes ser anunciado pela Igreja Católica. Após o anúncio e muitas discussões, o assunto passa a ser pauta importante de debate acadêmico durante o este evento, o maior sobre estudos voltados para a temática da religiosidade no âmbito da academia.

O primeiro simpósio foi realizado no ano 1988, quando veio à tona a temática do Padre Cícero e os romeiros. No ano seguinte, o sacerdote e a beata Maria de Araújo que, junto com o padre, protagonizou o milagre do sangramento da hóstia, no ano de 1889. O contexto desse momento, que continua sendo alvo de estudos, foi debatido trazendo à tona pela primeira vez, de forma ampla, o nome da beata Maria de Araújo, que teve os seus restos mortais levados da Capela do Socorro. Ainda hoje estão desaparecidos, e como muitas questões relacionadas ao fenômeno, continuam sendo mistério. Há quase três anos, a pergunta principal para suscitar os debates foi “E…onde está ele?”.

São 28 anos de um evento que se tornou motivador para os estudiosos, no intuito buscar respostas para as diversas indagações, dentro de um dos assuntos que ainda se torna polêmico, quando se trata de trabalhar a questão da religiosidade no campo da ciência.


Com informações do Ceará News.

Nenhum comentário:

Post Top Ad