Novo depoimento reforça denúncia de repasse de R$ 5 milhões a Eunício - Som da Terra FM - sdt

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

quarta-feira, 22 de março de 2017

Novo depoimento reforça denúncia de repasse de R$ 5 milhões a Eunício



Acionista do grupo Hypermarcas, o empresário João Alves de Queiroz Filho, o Júnior, reforçou denúncias feitas contra o senador Eunício Oliveira (PMDB) em delação de Nelson Mello, ex-diretor da empresa. Em depoimento voluntário à Lava Jato, Júnior confirmou repasse irregular de R$ 5 milhões do grupo para a campanha de Eunício ao governo do Ceará em 2014.

A informação é da Coluna do Estadão. Ex-diretor de Relações Institucionais da Hypermarcas, Mello disse em delação de julho passado que os repasses ocorriam por meio de contratos fictícios firmados com empresas do grupo. Os pagamentos em caixa 2 teriam sido feitos a diversos deputados e senadores do PMDB, entre eles o atual presidente do Senado Federal.

A denúncia gerou uma série de mandados de busca e apreensão em dezembro, incluindo do lobista Milton de Oliveira Lyra Filho. Ao autorizar as buscas, o então relator da Lava Jato no STF, Teori Zavascki, destacou que "os elementos fáticos descritos dão conta, ao menos em tese, de vários repasses de propina que seriam destinadas a integrantes do Senado Federal".

Na delação, Mello disse ter sido procurado por um sobrinho de Eunício, de nome "Ricardo", que pediu a ajuda financeira. Na manhã de ontem, o empresário Ricardo Lopes Augusto, presidente da Confederal e sobrinho do senador, foi alvo de busca e apreensão da Polícia Federal em nova etapa da Operação Lava Jato.

Outro lado

Procurados pelo Estado de S. Paulo, a Hypermarcas e João Queiroz não comentaram o caso. Já Eunício Oliveira tem destacado que todas as suas doações da campanha de 2014 foram feitas de maneira legal. Ele destaca que as delações não provam quaisquer irregularidades e diz ter confiança de que a “verdade dos fatos prevalecerá”.


Redação O POVO Online

Nenhum comentário:

Post Top Ad