Governo do Ceará garante mais R$ 5,8 milhões para projetos da agricultura familiar - Som da Terra FM - sdt

Breaking

Post Top Ad

Post Top Ad

Responsive Ads Here

sexta-feira, 31 de março de 2017

Governo do Ceará garante mais R$ 5,8 milhões para projetos da agricultura familiar

Governo do Ceará garante mais R$ 5,8 milhões para projetos da agricultura familiar (Foto: Reprodução)


Mais de duas mil famílias cearenses serão beneficiadas com projetos produtivos no campo. A Assembleia Legislativa aprovou, nesta quinta-feira (30), a liberação de R$ 5,85 milhões para associações e organizações da agricultura familiar, que fazem parte do programa Paulo Freire. Com a aprovação da Mensagem, de autoria do governador Camilo Santana, os recursos serão utilizados para promover a inclusão econômica e o enfrentamento à pobreza rural, o desenvolvimento produtivo e a sustentabilidade ambiental nos locais contemplados.

    No total, serão beneficiadas 2.218 famílias de 31 municípios do Estado. São eles: Altaneira, Antonina do Norte, Araripe, Assaré, Campos Sales, Nova Olinda, Potengi, Salitre, Santana do Cariri, Tarrafas, Aiuaba, Arneiroz, Parambu, Quiterianópolis, Tauá, Hidrolândia, Ipueiras, Coreaú, Frecheirinha, Graça, Massapê, Moraújo, Mucambo, Pacujá, Pires Ferreira, Reriutaba, Senador Sá, Sobral, Varjota, Irauçuba e Ipu.

    "A aprovação da lei é uma grande vitória e conquista para a população rural do Estado do Ceará. Serão R$ 5.851.250,00 investidos em projetos produtivos para comunidades extremamente carentes de 31 municípios cearenses. A autorização do repasse desse recurso é o sinônimo de projetos ativos que vão melhorar a renda e a qualidade de vida dessas famílias que vivem em situação de extrema pobreza. O governador Camilo Santana tem uma visão toda especial para o homem do campo e a implantação do Projeto Paulo Freire é a garantia do seu comprometimento com a agricultura no Ceará", afirma o secretário do Desenvolvimento Agrário, Dedé Teixeira.

    A escolha dos contemplados é baseado no Censo Demográfico (IBGE/2010), que considera que 85% da população (rural e urbana) da área do Projeto Paulo Freire é pobre, ou seja, possuem rendimento domiciliar per capita igual ou inferior a 1/2 salário mínimo, conforme conceito adotado no Plano Brasil Sem Miséria.



Com informações do Governo do Estado

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Responsive Ads Here