Polícia cumpre mandados no Cariri para coibir a venda de armas e munições clandestinas - Som da Terra FM - sdt

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Polícia cumpre mandados no Cariri para coibir a venda de armas e munições clandestinas

Polícia na loja Taurus Caça e Pesca, em Juazeiro do Norte (Foto: Cicero Valério/Agencia Miséria)

De acordo com o site Miséria,Policiais civis e militares de Crato e Juazeiro do Norte amanheceram o dia nas portas das lojas Taurus Caça e Pesca e Ximenes Caça e Pesca as quais funcionam, respectivamente, na Rua São Pedro, 650 e Rua São Paulo 804 no centro de Juazeiro. Junto a esses estabelecimentos foram cumpridos dois dos 20 mandados de busca e apreensão, dois de prisões preventivas e mais cinco de conduções coercitivas durante esta manhã em várias cidades do Cariri.

Nas duas lojas foi recolhida boa quantidade de armas e munições de grosso calibre. Segundo o Delegado Regional de Polícia Civil de Crato, Giuliano Vieira Sena, as determinações judiciais dão apoio às investigações contra estabelecimentos que estariam vendendo armas e munições clandestinamente. Inclusive com o sistema de entrega em domicílio como se fora medicamentos, lanches ou feiras.
20 mandados de busca e apreensão, dois de prisões preventivas e mais cinco de conduções coercitivas foram cumpridos durante esta manhã em várias cidades do Cariri (Foto: Cícero Valério/Agência Miséria)

A operação teve como bases o combate ao tráfico de drogas em Crato e um levantamento feito pelo Subtenente Yrtonny da Companhia de Polícia Ambiental nas várias apreensões de armas e munições desenvolvidas nas regiões do Cariri e Centro Sul do Ceará. São pistolas, rifles, espingardas, lunetas e grande quantidade de munições, incluindo até de fuzil o que, para a polícia, terminam comercializadas sem a observância das normas legais e contribuem para fomentar o crime no Sul do Ceará.

Em uma chácara no Sítio Barro Branco em Juazeiro a polícia encontrou vários veículos os quais serão averiguados. O Delegado Giuliano Vieira lembrou estar completando seis meses da Operação Medellín Cariri deflagrada em Crato para combater o tráfico de drogas quando foram presas cerca de 50 pessoas envolvidas direta e indiretamente com a atividade ilícita. Ele definiu esta como uma segunda fase e a intitulou de FARC numa alusão às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.
Nas duas lojas foi recolhida boa quantidade de armas e munições de grosso calibre (Foto: Cícero Valério/Agência Miséria)

Na operação anterior, a polícia descobriu detalhes sobre a compra de armas e munições com bastante facilidade quando o delegado juntou tais informações com os levantamentos feitos pela Companhia de Polícia Ambiental em torno dessa comercialização. A Loja Taurus de Juazeiro seria responsável pela venda de boa parte das munições e outras empresas negociam armas.

Segundo o Delegado Giuliano Vieira, a justiça acatou o pedido da suspensão cautelar da atividade econômica da Loja Taurus pelo período de 30 dias até a conclusão das investigações que estão sendo feitas. Sem citar nome, ele comentou sobre um acordo de colaboração premiada feita com um empresário de Crato o qual deu detalhes sobre o exercício das atividades por parte desse estabelecimento que possui autorização do Exército, mas não estaria observando as normais legais para comercialização.

Com informações do Site Miséria

Nenhum comentário:

Post Top Ad