Homem foi executado com três tiros na noite desta quarta-feira em Juazeiro do Norte - Som da Terra FM - sdt

últimas

http://stream.sejahost.com.br/player-html5/ODc4NCtZ?skin=sem_rtmp&autoplay=true&cor=126999

Post Top Ad

Post Top Ad

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Homem foi executado com três tiros na noite desta quarta-feira em Juazeiro do Norte

Policiais estiveram no local onde profissionais de saúde do SAMU apenas constataram o óbito da vítima (Foto: Cicero Valério/Agência Miséria)


Nove dias depois e um novo homicídio foi registrado em Juazeiro do Norte se constituindo no sexto do mês de julho e o 76º do ano no município. Por volta das 19 horas desta quarta-feira, no cruzamento das ruas João Marciel e Valdomiro Marçal do Carmo perto do Casarão do Óleo no bairro Triângulo, Cícero Romão da Silva, de 43 anos, apelidado por “Tigre” ou “Ciço Galego”, que residia na Rua Monsenhor Esmeraldo, 1960 (Franciscanos), foi assassinado com três tiros de revólver, sendo dois deles no pescoço.

Ele não percebeu que estava sendo seguido por uma moto ocupada por dois homens não identificados os quais levaram sua moto Honda CG 125 Fan KS de cor preta e placa PMF-9445 encontrada uma hora e meia depois abandonada perto do número 524 da Rua Letícia Vasconcelos (Triângulo). Segundo testemunhas, uma dupla deixou o veículo no local e fugiu numa motoneta de cor branca.

Quanto ao homicídio, militares do Ronda do Quarteirão sob o comando do Sargento Dioner com o apoio do Cabo Cícero, o Soldado Ronaldo Silva e da FTA Motos estiveram no local onde profissionais de saúde do SAMU apenas constataram o óbito. “Galego” respondia por crime de porte ilegal de arma de fogo e um homicídio praticado perto de meia noite do último dia 25 de abril contra Manoel Onofre Alves, de 32 anos, que residia no bairro Franciscanos. A vítima esfaqueada respondia por crimes de roubos, furtos, ameaça, lesão corporal, corrupção de menores e desacato.

O último homicídio em Juazeiro tinha acontecido no dia 18 quando João Jeimysson Silva de Amorim, de 24 anos, o “Jeiminho” que residia na Rua Central na Vila Três Marias foi morto com 15 tiros de pistola por três homens encapuzados os quais fugiram num carro de cor preta. A vítima já tinha sido ameaçada de morte em 2013 e participava da procissão de abertura da festa religiosa da localidade, mas um parente disse acreditar ter sido morto por engano.

Com informações do site miséria

Nenhum comentário:

Post Top Ad