Vacinação contra a gripe se encerra hoje no Ceará - Som da Terra FM - sdt

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Vacinação contra a gripe se encerra hoje no Ceará

Em Fortaleza, a meta de 80% também foi alcançada, mas as doses continuam disponíveis, hoje, em todos os postos de saúde (Foto: Nah Jereissati/Diário do Nordeste)

O Ceará encerra hoje a campanha de vacinação contra a influenza. Após prorrogar em sete dias o prazo de aplicação das vacinas para o grupo prioritário, o Estado bateu, esta semana, a meta de cobertura 80%. Até a tarde de ontem (26), segundo o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI), 1.461.825 doses foram aplicadas na população cearense. Ainda assim, 314.591 integrantes do grupo prioritário não receberam a imunização.

Conforme o Sistema, a meta da cobertura vacinal no Ceará para a população prioritária, até ontem, havia sido superada entre os trabalhadores da saúde (102,14%), as mulheres com até 45 dias pós-parto (96,63%) e os idosos (82,88%). Já os grupos que englobam as crianças de 6 meses a 4 anos de idade, gestantes e indígenas ainda não alcançaram os 80%, tendo registrado, respectivamente, cobertura de 79,85%, 69,45% e 79,45%.

Em Fortaleza, a meta também foi batida e, segundo o SIPNI, 400.152 doses da vacina foram aplicadas até ontem, o que corresponde a 82,59% da população prioritária. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que as doses seguem disponíveis hoje em todos os postos de saúde, das 7h30 às 18h30. Na Capital, para alcançar a cobertura de 100%, falta aplicar 84,348 doses da vacina.

Dentre os grupos prioritários em Fortaleza, crianças e gestantes foram os únicos que não alcançaram a meta. A cobertura do público infantil está em 70,05% e entre as grávidas o alcance até agora foi de 62,31%. Para alcançar a cobertura de 100% destes dois grupos, ainda é necessário imunizar 47.349 crianças e 10.788 gestantes.

No Ceará, este ano, segundo as últimas informações divulgadas nesta semana pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), foram confirmados 24 casos de gripe A (H1N1), com nove óbitos. As mortes foram registradas em seis municípios: Caucaia (3), Fortaleza (2), Juazeiro do Norte (1), Sobral (1), Jaguaretama (1) e Pereiro (1). Segundo a Sesa, nenhum dos pacientes que vieram a óbito tinham se vacinado no ano passado. A imunização realizada esse ano protege contra a Influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2) e Influenza B.

Sem morte

No Estado, a infecção tem se manifestado de forma controlada nos últimos períodos. Em 2015, o Ceará contabilizou 40 casos da influenza, sem morte. Já em 2009, quando houve uma pandemia mundial, foram registrados 72 casos com três óbitos.

A gripe por H1N1 é caracterizada pelos infectologistas como uma doença sistêmica, onde o paciente, geralmente, tem febre alta, tosse, coriza e dor no corpo. Neste casos, há risco de adquirir pneumonia. O aumento dos episódios no Ceará, em geral, ocorre entre os meses de fevereiro e maio, devido ao clima mais frio.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Post Top Ad