Brejo Santo e Barbalha lideram saldo de empregos entre os municípios cearenses - Som da Terra FM - sdt

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Brejo Santo e Barbalha lideram saldo de empregos entre os municípios cearenses

Foto/reprodução


Das 184 cidades cearenses, 27 tiveram saldo positivo na geração de emprego em abril deste ano, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (25) pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social. No Ceará, Brejo Santo foi a cidade que obteve melhor saldo de  emprego com 56 novos postos de trabalho. Em segundo lugar ficou Barbalha, com 51 vagas. Juazeiro do Norte teve a quarta pior média com redução de 158 empregos.

No total, o Ceará encerrou o mês com 2.266 postos de trabalho a menos, equivalentes à diminuição de 0,19% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. A pesquisa do Ministério mostra ainda que houve redução em todos os setores, com exceção da administração pública, que teve leve aumento.


Em todo o Brasil, as demissões de trabalhadores com carteira assinada em abril superaram as contratações em 62,84 mil. Foi o décimo terceiro mês seguido de fechamento de vagas com carteira assinada. O último mês com contratações acima das demissões foi março do ano passado, quando foram criados 19,2 mil postos de trabalho.


Entretanto, foram fechadas em abril menos vagas do que no mesmo mês do ano passado, quando o país perdeu 97,82 mil posto formais. Abril de 2015 continua sendo o pior mês da série histórica, que tem início em 1992.
Atualmente, a economia brasileira passa pela maior recessão dos últimos 25 anos. No ano passado, o PIB "encolheu" 3,8% e, para este ano, a previsão do mercado financeiro é de um recuo de igual intensidade. Ao mesmo tempo, o desemprego tem registrado aumento, assim como a inadimplência bancária.
O Ministério do Trabalho informou também que, nos últimos doze meses, foi registrada a demissão de 1,82 milhão trabalhadores com carteira assinada.
Com isso, o total de trabalhadores empregados no país, com carteira assinada, somou 39,31 milhões de pessoas em abril deste ano, contra 41,14 milhões no mesmo mês do ano passado.


(Com informações do G1)

Nenhum comentário:

Post Top Ad