Composição partidária na Assembleia muda quase 50% - Som da Terra FM - sdt

Breaking

Post Top Ad

Post Top Ad

quarta-feira, 23 de março de 2016

Composição partidária na Assembleia muda quase 50%

Deputado Zé Aílton Brasil continua no PP.

Com o fechamento da chamada janela partidária, na última sexta-feira (18), o número de partidos com representação na Assembleia Legislativa do Ceará passou de 23 para 18 legendas. As mudanças nas bancadas ocorreram a partir da aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 91/2016 pelo Congresso Nacional, no dia 18 de fevereiro, que deu um prazo de 30 dias para que os detentores de mandato eletivo tivessem a oportunidade de trocar de partido sem perder o mandato por infidelidade partidária. Na atual legislatura, mudaram de partido 22 deputados (47,8% da composição da Assembleia).

O Partido Democrático Trabalhista (PDT), com dez parlamentares, possui hoje a maior bancada, seguido pelo Partido Progressista (PP) e o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), ambos com seis parlamentares.


O PDT, que era representado apenas pelos deputados Ferreira Aragão e Evandro Leitão, tornou-se a maior legenda partidária na AL, com a filiação dos deputados Antônio Granja, José Sarto, Ivo Gomes, Manoel Duca, Robério Monteiro, Sérgio Aguiar e Zezinho Albuquerque, que deixaram o Pros, e a adesão do deputado Júlio César Filho, que era do Partido da Mulher Brasileira (PMB). Com a saída do parlamentar, o recém-criado PMB, que tinha cinco deputados, ficou com quatro representantes na Casa.


O Partido Social Democrático (PSD) e o Partido dos Trabalhadores (PT) têm três deputados. Já o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e o Partido da República (PR) ficam com dois representantes. O PHS (Tin Gomes), PRB (David Durand), SD (Aderlânia Noronha), DEM (João Jaime), PRP (Joaquim Noronha), PEN (Bruno Gonçalves), PSDC (Ely Aguiar), PSB (Heitor Férrer), PSDB (Carlos Matos) e Psol (Renato Roseno) têm apenas um representante na AL.


Atualmente, encontram-se licenciados, para atuar como secretários no governo Camilo Santana, os deputados Jeová Mota (PDT), Mirian Sobreira (PDT) e Osmar Baquit (PSD). Os suplentes Professor Teodoro (PSD), Fernando Hugo (PP) e Rachel Marques (PT) estão no exercício dos mandatos, substituindo os parlamentares licenciados.


Com informações de Flávio Pinto

Nenhum comentário:

Post Top Ad