Ponte desaba, mata dois operários e deixa sete feridos em Fortaleza - Som da Terra FM - sdt

últimas

http://stream.sejahost.com.br/player-html5/ODc4NCtZ?skin=sem_rtmp&autoplay=true&cor=126999

Post Top Ad

Post Top Ad

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Ponte desaba, mata dois operários e deixa sete feridos em Fortaleza

No momento do desabamento, entre 25 e 30 pessoas trabalhavam na obra. Todos eles eram funcionários da empresa Rebar Services (Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)


Dois operários morreram e outros sete ficaram feridos, no início da noite de ontem, no desabamento de uma ponte em construção que faz parte das obras de dois viadutos e uma rotatória, entre as avenidas Raul Barbosa e Murilo Borges, na Aerolândia. A estrutura ruiu quando os trabalhadores ainda estavam no local.
Até o fechamento desta edição, as duas vítimas fatais, identificadas como Francisco Flávio, servente, e Oliveira Andrade, carpinteiro de 38 anos, permaneciam presas aos escombros. Como ainda havia risco de desabamento, o Corpo de Bombeiros resolveu aguardar um caminhão munck e três guindastes vindos do Pecém para auxiliar no resgate. Seis equipes da corporação foram mobilizadas para atender à ocorrência. As informações foram repassadas pelo coronel Carlos Viana, do Corpo de Bombeiros.

A Avenida Raul Barbosa foi bloqueada pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), no sentido Aeroporto/Aldeota, para dar suporte ao caminhão munck na retirada das estruturas.

Quatro dos feridos foram atendidos ainda no local do acidente, enquanto três foram encaminhados ao Instituto Dr. José Frota (IJF), onde permaneceram conscientes e sem risco de morte. Enésio de Souza, 45, permanecia em observação, enquanto Francisco Cristiano Coelho,42, e Francisco das Chagas Fernandes da Silva, sem idade confirmada, receberam alta.

No momento do desabamento, entre 25 e 30 pessoas trabalhavam na obra. Todos eles eram funcionários da Rebar Services, empresa responsável por montagens e cimbramento de obras de grande porte e que é subcontratada da Construtora Ferreira Guedes, vencedora da licitação realizada pela Prefeitura de Fortaleza para a execução da obra. Perícia posterior dirá as causas do desabamento.

Prefeitura

O secretário municipal de Infraestrutura, Samuel Dias, e a secretária municipal de Saúde, Socorro Martins, estiveram no local, para conferir a situação real do acidente, mas não se pronunciaram naquele momento. Posteriormente, no IJF, o prefeito Roberto Cláudio prestou esclarecimento à imprensa. Por volta da meia noite, ele e o ex-governador Cid Gomes visitaram o local do acidente.

Roberto Cláudio declarou que notificará hoje a empresa responsável e exigirá esclarecimentos o quanto antes. Ele afirmou ainda que convocará uma comissão de sindicância formada por pessoas da própria Prefeitura, bem como de órgãos como a Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros, o Ministério Público Estadual, além de outros especialistas, para buscar justiça junto aos responsáveis.

"A empresa apresentou todas as licenças e certificados pedidos durante a licitação. A responsabilidade da obra é da empresa. Agora, a nossa responsabilidade é investigar se houve alguma irresponsabilidade pelo acidente". O gestor afirmou que é cedo para falar sobre a continuidade da obra, assim como se a atual construtora permaneceria à frente. Roberto Cláudio visitou os três trabalhadores que ficaram feridos no IJF. "Nós vamos investigar com todo rigor e toda transparência. Se houve alguma responsabilidade e responsável, vai exigir justiça", garantiu.

FIQUE POR DENTRO

Obra de R$48 mi seria entregue no fim do ano

A Prefeitura de Fortaleza deu início, no dia 02 de junho de 2015, a obra que consiste na implantação de uma rotatória de 90m de diâmetro no cruzamento das avenidas Raul Barbosa com Murilo Borges, dotada de duas faixas para o tráfego, a construção da ponte sobre o Lagamar e dois viadutos com 312m de extensão, também com duas faixas para veículos cada.

Com finalização prevista para o segundo semestre desse ano, a obra possui um orçamento de R$ 48 milhões, sendo 17 milhões para o túnel e R$31 milhões para a rotatória, financiados com recursos da Caixa Econômica Federal. As obras do projeto de mobilidade urbana do Eixo Via Expressa/Raul Barbosa, contemplando o corredor de transporte público Parangaba/Papicu.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Post Top Ad