Policia de Luto! Morre o milagrense Coronel Macedo aos 52 anos em Juazeiro do Norte - Som da Terra FM - sdt

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Policia de Luto! Morre o milagrense Coronel Macedo aos 52 anos em Juazeiro do Norte

Governador entregando a medalha "General Assis Beserra" - a maior honraria da SSPDS. (Foto: Carlos Gibaja)

Faleceu nesta quinta-feira (28/01) por volta das 13h e 35min, o Coronel da Policia Militar do Ceará, Hervano Macedo Junior, conhecido como “Coronel Macedo”. Há algum tempo ele vinha lutando contra uma um câncer. Seu corpo está sendo velado no centro de Velório da Anjo da Guarda em Juazeiro do Norte, e o enterro está previsto para acontecer as 16 horas da sexta-feira (29/01).
O Coronel Macedo é milagrense, e ultimamente estava residindo no Sitio Feijão, Milagres-CE. Ele foi comandante nas companhias de Brejo Santo e Crato, e ainda coordenou os batalhões de Crateús e Juazeiro do Norte e por ultimo, estava Comandante geral Adjunto da PM no Ceará.
No dia 16 de novembro, ele pediu afastamento para se tratar do câncer que lhe tirou a vida. Antes, no dia 05 de novembro de 2015, quando por ocasião em que o Coronel completava 32 anos se serviço prestado a PM/CE, o governador do Estado Camilo prestou uma homenagem ao Policial Militar, naquela mesma ocasião Macedo saiu da ativa e passou para a reserva.
O Coronel Macedo foi um policial que tem um grande serviço prestado no Estado do Ceará.
O Governador Camilo Santana se manifestou em sua pagina do Facebook da Seguinte forma:
“Recebi com muito pesar a notícia da morte do coronel Hervano Macedo, que foi comandante-geral adjunto da Polícia Militar neste Governo. Coronel Macedo dedicou 32 anos de sua vida para servir ao povo cearense através da corporação militar. Em novembro do ano passado, quando deixava o cargo para tratar da saúde, prestamos a ele uma justa homenagem, entregando a medalha “General Assis Beserra” – a maior honraria da SSPDS. Na oportunidade, coronel Macedo emocionou a todos ao dizer que estaria sempre com os olhos voltados para a segurança pública do nosso Estado: “Sair da corporação, talvez. Desligar-me, jamais”, disse ele. Nosso muito obrigado pela sua luta e nossa solidariedade aos familiares e amigos”.

Com informações do Okariri

Nenhum comentário:

Post Top Ad