Internautas consagram "Os Dez Mandamentos" e Record no "Melhores do Ano NT" - Som da Terra FM - sdt

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Internautas consagram "Os Dez Mandamentos" e Record no "Melhores do Ano NT"


Nesta terça-feira (29), saiu o tão esperado resultado do já tradicional "Melhores do Ano NaTelinha", votação aberta ao público que acontece todos os anos aqui no site.

E o resultado, confesso, já era de certa forma esperada. "Os Dez Mandamentos", da Record, foi a grande vencedora da premiação. Faturou seis das principais disputa - melhor novela, melhor autora (Vivian de Oliveira), melhor diretor (Alexandre Avancini), melhor atriz (Adriane Garanbone, por Yunet), melhor ator (Guilherme Winter, por Moisés) e melhor ator ou atriz coadjuvante (Giuseppe Oristânio, por Paser). De fato, a novela não atingiu 31 pontos de pico à toa, e seu fã-clube na internet mostrou sua grande força.

Aliás, fã-clube este que ajudou a Record a vencer várias categorias. "Conselho Tutelar" faturou como melhor minissérie, com merecimento, já que é um produto excelente. Já Rodrigo Faro desbancou medalhões e ganhou como melhor apresentador. E realmente, ele é o grande nome desta nova geração de comunicadores nacionais - além de ter tido um ano de 2015 excelente, onde fechou na vice-liderança de audiência nas tardes de domingo -. O "Jornal da Record" levou não só como melhor telejornal, mas também sua âncora, Adriana Araújo, foi escolhida como a melhor apresentadora de telejornal.
O "Domingo Espetacular" venceu como melhor jornalístico, mesmo não tendo um grande ano, apesar da vice-liderança isolada nas noites de domingo. A excelente Heloísa Vilela venceu como melhor correspondente, enquanto Luiz Bacci - que começou o ano na Band mas terminou na Record e agora comanda meia manhã da emissora com números consolidados - venceu como melhor apresentador de programa policial.

Como melhor repórter nacional, se destacou Sônia Bridi, da Globo, que vive grande fase no "Fantástico". Continuando no jornalismo, mas indo para o esportivo, a supremacia da Globo foi mantida aí: todas as categorias foram vencidas por contratados e programas globais: "Globo Esporte", Caio Ribeiro, Cléber Machado e Mauro Naves.

Falando de outras categorias, Camila Queiroz venceu como revelação do ano por conta da Angel, de "Verdades Secretas". Qualquer coisa diferente disto seria estranho, já que de fato ela foi a "new face" de 2015. Já Larissa Manoela venceu como melhor atriz mirim, graças ao seu fã-clube e também ao seu desempenho  - é possível dizer que Larissa é, hoje, a atriz mais promissora da TV.

Na categoria melhor humorístico, o "A Praça é Nossa" desbancou atrações que tiveram melhor desempenho de crítica, como o "Tá no Ar" e o "Zorra", além do novato "Encrenca" e o consagrado, mas em má fase "Pânico na Band", o que mostra que o público ainda gosta do humor tradicional de Carlos Alberto de Nóbrega. Na categoria melhor reality show, venceu o favorito: "MasterChef", da Band. Já em melhor programa de entrevistas, o prêmio foi do "The Noite", de Danilo Gentili no SBT - que está em mar de rosas com o público.

Indo para a televisão por assinatura, impressiona a supremacia da Globosat, maior programadora do Brasil: das cinco categorias, quatro foram vencidas por ela. "Vai Que Cola" foi escolhido como o melhor programa nacional, o que constata porque é a atração de maior audiência da história da TV por assinatura. Entre os canais esportivos, o líder SporTV levou tudo: "Redação SporTV" como melhor programa; Milton Leite como melhor narrador; e Maurício Noriega como melhor comentarista, desbancando outros bons programas e profissionais. Apenas o "Águias da Cidade", do Discovery, quebrou a hegemonia total da Globosat, vencendo como melhor programa jornalístico/documentário.

Já na categoria da premiações locais, o público elegeu duas atrações "fenômenos" em suas cidades. Em Brasília, o "Clube TV", apresentado por Arthur Luís na TV Brasília/RedeTV!, já chegou a ser líder de Ibope na capital federal. Na votação de melhor programa local, desbancou fortes candidatos como o "Se Liga no Pida!" e o "A Bahia Que A Gente Gosta" - que fez campanha massiva - e levou o prêmio para o Distrito Federal.

Já na categoria de melhor jornal local, Jéssica Senra e o "Bahia no Ar" foram os vencedores, coroando um ano em que a apresentadora e o seu telejornal se firmaram como campeões de audiência. No início deste mês, o próprio NaTelinha noticiou que o "Bahia no Ar" chegou a picos de 15 pontos em Salvador, sendo exibido às 8 da manhã. Um feito extremamente difícil, que teve como a cereja do bolo este prêmio.

Parabéns a todos os vencedores! Se estão na lista do "Melhores do Ano NaTelinha 2015", é porque são bem vistos pelo público! Fica aqui um muito obrigado em nome do site a todos que confiaram na credibilidade da premiação anual e também a quem fez campanhas nas redes sociais, divulgando o produto. agora, só resta dizer: 2016 estamos de volta. Até lá!


Com informações NaTelinha

Nenhum comentário:

Post Top Ad