Cátolicos comemoram os 70 anos do Bispo Dom Fernando Panico - Som da Terra FM - sdt

Breaking

Post Top Ad

Post Top Ad

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Cátolicos comemoram os 70 anos do Bispo Dom Fernando Panico

Foto: Patrícia Silva
O cântico da procissão de entrada da Santa Missa de hoje, dia 27 de dezembro, às 9h, na Catedral Nossa Senhora da Penha, em Crato- CE, introduziu os fiéis na intenção especial da celebração: os 70 anos de vida de Dom Fernando Panico. “Reunidos, fiéis e pastores, formamos a Igreja”, afirmava o cântico, e assim estavam reunidos: padres e o rebanho de Deus, com o Pastor Diocesano, para, na Solenidade da Sagrada Família, como família agradecer e louvar a Deus pelo dom da vida daquele que, através do seu episcopado, zela pela Igreja com amor de pai.
Cantada pelo coral do Seminário Diocesano São José, a música “Tantas coisas bonitas” é de autoria de Dom Pedro Guimarães, e foi elaborada para Dom Fernando na comemoração dos seus 25 anos de sacerdócio, quando ainda era Bispo de Oeiras- Floriano, no Estado do Piauí. Ao final da celebração, o Bispo da Diocese de Crato afirmou o quanto a surpresa do resgate deste cântico o emocionou.
Apesar de ser um dia de domingo, dia em que muitos padres tem celebração nas comunidades e paróquias, aqueles que puderam se fizeram presente. “Dom Fernando trouxe um jeito novo de administrar a Diocese e do que ele trouxe nós vamos colhendo os frutos”, afirma o vigário geral da Diocese, Padre José Vicente Pinto.
Procissão de entrada da celebração. (Foto: Árysson Magalhães)
Procissão de entrada da celebração. (Foto: Árysson Magalhães)
Padre José Vicente ainda recorda que são muitos os serviços que Dom Fernando vem prestando a frente da Diocese de Crato e, para quem interessar em conhecer o trabalho desenvolvido, na Cúria Diocesana existe arquivos, de acesso aos fiéis, que contam toda a história.
A ação pastoral do Bispo Italiano que reafirma a Igreja como família, faz com que os fiéis sintam-se orgulhosos pelo pastor que tem. “É uma grande graça para nós que somos pastoreados por Dom Fernando. Nós estamos sendo agraciados pelos 70 anos de vida dele”, disse a advogada, Jarbênia Gonçalves Pereira.
Como a Igreja celebrou neste dia a Solenidade da Sagrada Família, no momento do ofertório três quadros, com fotos da família do Bispo, foram levados até o altar por famílias do Encontro de Casais com Cristo: um quadro com a foto do pai, Antônio Vito Panico; outro com a foto da mãe, Lucia Maria Carmela Piri; e em um outro estava a foto dele com os irmãos Carmine, Ipazzio, Luiz e Tomaz.
Dom Fernando colocando as rosas nos quadros próximos de sua família. (Foto: Árysson Magalhães)
Dom Fernando colocando as rosas nos quadros próximos de sua família. (Foto: Árysson Magalhães)
O Bispo
Dom Fernando nasceu em 27 de dezembro de 1945, na cidade de Tricase, localizada no sul da província de Lecce, na Itália, porém, devido os danos provocados pela 2ª Guerra Mundial, só foi registrado em 1º de janeiro de 1946. Por isso o aniversário natalício do Bispo Diocesano é comemorado em duas datas.
Na celebração deste dia 27 de dezembro, citando as palavras do Papa Francisco, Dom Fernando lembrou aos fiéis que “A Igreja não é uma empresa, um negócio, é uma família”. Agradecendo a presença dos fiéis o Bispo continuo dizendo: “Com vocês todos, minha grande família espiritual, quero adorar, agradecer e louvar a Santíssima Trindade pela minha existência terrena doada pelo Criador, transmitida pelo amor humano dos meus pais e santificada pelo sacramento do matrimônio’.
Dom Fernando ainda disse estar agradecido pela bondade divina que o permitiu a graça de celebrar 70 anos de vida. “Louvo e agradeço a Deus reconhecendo minha indignidade, a minha pequenez, a realidade de um pobre pecador, mas perdoado por Deus. Esta é a grande certeza que anima a minha vida e dá esperança. A confiança na misericórdia de Deus, que me sustentou até agora, certamente haverá de me sustentar até o final de minha vida”, disse.
Clero na celebração dos 70 anos de Dom Fernando Panico. (Foto: Árysson Magalhães)
Clero na celebração dos 70 anos de Dom Fernando Panico. (Foto: Árysson Magalhães)
Reafirmando o desejo de que sua vida continue sendo o gesto simples de entrega e amor que compreende um caminho feito de provações, sacrifícios, cruzes e sofrimentos, o Bispo afirmou estar feliz em sua missão e pediu aos fiéis: “Rezem por mim!”.
Homenagens
Com fogos, palmas e cânticos os fiéis que participaram da celebração pelos 70 anos de Dom Fernando Panico, buscaram demonstrar a alegria que os contagiavam, por viverem este momento importante da vida do Pastor Diocesano.
Em nome do clero, o Missionário da Misericórdia, Padre Acúrcio Oliveira Barros, expressou gratidão pelo serviço sacerdotal de Dom Fernando e pediu perdão, se houve desobediência ou falta de unidade por parte de algum dos seus irmãos no sacerdócio, diante de sua missão na Diocese de Crato.
Maria Clara presenteando Dom Fernando com flores. (Foto: Josefa Costa)
Maria Clara presenteando Dom Fernando com flores. (Foto: Josefa Costa)
A criança Maria Clara Correia, de cinco anos, presenteou o Bispo com flores, em nome de toda a assembleia. As flores foram entregue após uma coreografia preparada pela Comunidade Missão Resgate. Ao receber o buquê, Dom Fernando colocou próximo aos quadros de sua família.
Religiosas da Fraternidade O Caminho também fizeram sua homenagem. Após a leitura de uma mensagem, com o início inspirado no ensinamento de Madre Tereza de Calcutá que diz “O amor, para ser verdadeiro, tem de doer”, cada uma das consagradas entregaram rosas ao Bispo e no final orquídeas brancas, como sinal do amor puro, inocente e duradouro.
Padre e leigos também participaram, após a celebração, de um almoço comemorativo no Colégio Pequeno Príncipe.

Com informações da Diocese d Crato/Patrícia Silva

Nenhum comentário:

Post Top Ad