Camilo espera águas do São Francisco no Ceará em 2016 - Som da Terra FM - sdt

últimas

Pedir Música

Post Top Ad

Post Top Ad

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Camilo espera águas do São Francisco no Ceará em 2016

(Foto:reprodução)

Diante de provável quinto ano consecutivo de escassez de água no Ceará, a principal expectativa do Governo do Estado para 2016 é de que as águas da transposição do rio São Francisco finalmente cheguem ao Ceará. Segundo o governador Camilo Santana (PT), a previsão é de que a obra seja efetivada entre o final do próximo ano e o começo de 2017.

Na reunião de Monitoramento de Ações e Programas Prioritários (Mapp), que reuniu secretariado e diretores de órgãos vinculados ao Governo no último sábado, Camilo fez balanço do primeiro ano de gestão e ressaltou que o principal desafio dos últimos 12 meses foi a questão hídrica.

“A obra do São Francisco é a grande vitória desse ano para o Ceará, para o Nordeste. A água já está em Pernambuco e chegará ao Ceará no ano que vem”, frisou Camilo. Amanhã, o governador estará com a presidente Dilma Rousseff (PT) em Floresta (PE), para a inauguração da segunda estação de bombeamento que faz parte do projeto de transposição. “Essa é nossa segurança para o final de 2016, começo de 2017”, afirmou Camilo.

Balanço

Em análise do primeiro ano de gestão, o governador pontuou que foi um ano de dificuldade econômica, “mas fundamentalmente um desafio na questão hídrica”, área prioritária do Governo, segundo Camilo.

A vice-governadora, Izolda Cela (Pros), também fez referência a ações de convivência com a seca, como perfuração de poços, construção de adutoras e contratação de equipamentos. Apesar da torcida por uma estação chuvosa suficiente para garantir o abastecimento nos municípios, Izolda confessa que “há muita apreensão quanto a isso”.

Em relação à conjuntura fiscal, Camilo defende que o Estado manteve uma situação “equilibrada” e comparou o Ceará a estados que passam por dificuldade de pagamento inclusive na folha de servidores. Os cortes de recursos federais impactaram nas contas do Governo em 2015. A projeção, segundo anunciado pelo secretário da Fazenda, Mauro Filho, é de que as perdas tenham sido em torno de R$ 400 milhões.

Em entrevista exclusiva ao O POVO, na última semana, Camilo afirmou que panorama econômico para 2016 será definido até março, com base na evolução da crise política, na temporada de chuvas e na arrecadação própria do Estado.

Entre as promessas para 2015 que não foram cumpridas, Camilo lamentou o atraso na implantação do Bilhete Único Metropolitano. A previsão é de que o sistema de integração do transporte urbano comece a funcionar apenas em março do próximo ano.

No último sábado, Camilo reuniu secretários e diretores de órgãos vinculados ao Governo para apresentar a proposta do bilhete único e fazer um balanço da gestão. O encontro aconteceu no Pavilhão de Eventos da Residência Oficial. Nas apresentações de projetos, constaram obras como o VLT, Metrofor, Minha Casa Minha Vida, hub da TAM no Ceará, dentre outras ações previstas para 2016.

Saiba mais

2017

A previsão do Ministério da Integração é de que a obra da transposição do São Francisco seja finalizada em 2017. São 477 quilômetros de extensão das obras em 390 cidades dos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Atraso

Iniciada em 2007, a obra tinha prazo original de entrega em 2012. A justificativa para o atraso é de que a troca de empresas prejudicou a execução.

Sarampo

Na área da Saúde, Camilo Santana também destacou, como conquista de 2015, ter erradicado os casos de Sarampo e o recorde no número de transplantes.

Segurança

Na segurança, o avanço foi ter conseguido, em 17 anos, reduzir o total de homicídios, pontuou Camilo.

Vice-governadora

No balanço de 2015, a vice-governadora Izolda Cela destacou ações como a articulação para vinda do hub da TAM para o Ceará e o projeto que definiu as promoções para a Polícia Militar e Bombeiros.

Educação

Izolda pontuou também avanços na educação, com a previsão de construção de 15 escolas de ensino médio para substituir estruturas antigas em Fortaleza e o projeto de mais 20 escolas profissionalizantes.

Fonte: O Povo

Nenhum comentário:

Post Top Ad